THEME BY ©
My secrets in metaphorical words.
« 6/29 »

Tua aquarela
Desliza sobre mim
Tuas cores
Invadem-me os poros

Teu suor
Penetra em meu corpo
E como heroína
Deixa-me em êxtase

Depois tu se vai
O suor fica
Mistura-me as cores
Bagunça

Ah, esse blues,
Invade o meu cérebro
Perturba a minh’alma
Eu fico azul



Ando meio sem cor
Como as cinzas do meu cigarro
Vou virando pó aos poucos
Dançando ao som do vento
Dançando sozinho
Com as minhas partes.


mau-humor-dos-diabos:

 

Se eu nunca ver você de novo
Eu sempre vou levar você
dentro
fora
na ponta dos meus dedos
e nas bordas do meu cérebro
e em centros
centros
do que eu sou do
que restou.

Charles Bukowski

"Às vezes quero tudo que sonhei. Às vezes o que eu quero é desistir."
- Esteban

Quero teus dias
Tendo eu,
Sendo meus dias
Também.


Colore a minha noite
Com tua paisagem azul
Alimente meu peito
Com o vermelho-sangue
Dos teus lábios. 

Com teus olhos negros
Desenha em meu corpo a vida
Com tuas unhas afiadas
Rasga-me o nosso prazer
Em minhas costas. 

O rosar das tuas bochechas
Trará-me um sorriso
E o meu corpo ao teu
Hei de unir
Caindo em paz, junto a ti. 


"Antes de partir, ateia fogo na minha carne, que guarda tanto de ti. Não deixe bagagens para trás, não em mim."

"A tua lembrança atacou a minha rinite."
-